Sucesso da NFL no Brasil coloca CBF no 'chinelo' | #OALANBRADO

Sucesso da NFL no Brasil coloca CBF no 'chinelo'

Antes, é importante separar. Não tem como comparar uma federação de um país com a maior liga de futebol americano do mundo, uma das maiores do esporte em geral. A NFL disputa concorrência no mercado mundial com a Copa do Mundo de Futebol, Liga dos Campeões da Europa e os Jogos Olímpicos. Seria injusto querer medir uma com a outra. Isso é óbvio. Mas alguns detalhes chamam a atenção.

Na última semana, o colunista Lauro Jardim, d'O Globo, destacou uma pesquisa da Consultoria  Bites. O site da liga norte-americana é mais popular entre os brasileiros do que o próprio site da CBF. Segundo a nota, nos últimos seis meses, por coisa de um milhão de visitas, o site NFL.com foi mais visitado do que a federação que organiza (ou tenta) o futebol nacional. Além disso, o tempo de visita também foi maior, com 14 minutos, número quase 5 vezes maior que o da CBF.



De novo, é importante separar algumas coisas. Os parâmetros, neste caso, chegam a ser injustos se comparados. Mas é aí que a CBF peca. O site da NFL trás conteúdos exclusivos, uma cobertura da competição muito grande, com reportagens, conteúdos interativos, vídeos, etc. O site CBF.com.br, apesar de trazer conteúdos exclusivos, serve mais para ser o local de informativos da federação. Notas oficiais, divulgação de datas, escalas de arbitragem e breves conteúdos esportivos, tudo muito mal explorado. Parece até uma realidade paralela com o que está acontecendo dentro de campo no Brasil. Sequer há um site oficial que leve para o "Brasileirão Chevrolet" e reforçar a marca do principal campeonato nacional.

Explorar a marca na internet é algo que a CBF (que, hoje, está melhor do que já foi) deveria fazer com mais qualidade há muito tempo. Ouvir o torcedor, criar espaço para debate, investir nas redes sociais, etc. Se bem que o "carinho" do torcedor para com a CBF não é lá essas coisas, mas é uma oportunidade para tentar reverter essa situação.

No "país do futebol", que gera milhões em contratos de TV (mesmo que só para exibição local - o futebol brasileiro no exterior quase não existe), atrai o torcedor que busca se engajar mais com sua paixão. Ratificando: não há como comparar CBF / NFL, mas fica a curiosidade que, nos últimos anos, o interesse pela bola oval vem crescendo. Cabe aos nossos dirigentes fazer com que o nosso futebol volte a chamar a atenção positivamente do nosso torcedor.

Saiba mais

 Primeira Liga é resultado da insatisfação de clubes e torcedores 

0 comentários:

Postar um comentário