Pular para o conteúdo principal

Os medalhistas brasileiros na Rio-2016

Por sete vezes, a bandeira brasileira esteve no alto mais alto no hasteamento dos vencedores.


Termina a Olimpíada brasileira. Os Jogos da Olimpíada Rio-2016 marcaram um momento de festa por um lado e a desconfiança de sempre, do outro. Ao final dela, cabe a reflexão. Como o esporte - que atravessou barreiras histórias, guerras, conflitos e une as pessoas - é uma arma fundamental para consolidar nações eficientes. 

Não podemos comparar-nos ainda com os supercampeões Estados Unidos, mas temos que dar os passos necessários para aproveitar os medalhistas na Rio-2016 para incentivar e dar referências positivas à população e, principalmente, os jovens. 

São 19 medalhas para o Brasil. O melhor resultado de medalhas de ouro. Doze esportes foram responsáveis pelas medalhas. Seis de bronze, seis de prata e sete de ouro. O "pé atrás" pelos resultados obtidos até então no início dos Jogos dá lugar a alegria e os aplausos aos que representaram o país (independentemente de posição).

- AP
 

A nossa maior delegação na história dos Jogos Olímpicos trouxe muita gente bacana. Pessoas que superaram dificuldades, a falta de apoio e a pressão que é disputar a Olimpíada em casa. Não dá para destacar todos. Fica nossa homenagem pela participação. 

A seguir, os medalhistas brasileiros nos Jogos da XXXI Olimpíada da Era Moderna, a nossa Olimpíada.

Os medalhistas estão distribuídos por esporte. As modalidades estão definidos por ordem alfabética. 

ATLETISMO


Thiago Braz da Silva  
#OURO
Salto com vara - Masculino

BOXE


Robson Conceição
#OURO
Peso Leve (-60kg) - Masculino

CANOAGEM


Isaquias Queiroz
#PRATA
Canoa Individual (C1) 1.000m - Masculino

Isaquias Queiroz e Erlon de Souza
#PRATA
Canoa Dupla (C2) - 1.000 - Masculino

Isaquias Queiroz
#BRONZE
Canoa Individual (C1) 200m - Masculino

FUTEBOL


Seleção Brasileira
#OURO
Futebol - Masculino

Weverton
Marquinhos
Luan
Neymar
William
Thiago Maia
Zeca
Renato Augusto
Rafael Acantara
Gabriel Jesus
Luan
Felipe Anderson
Rodrigo Caio
Douglas Santos
Gabriel
Walace
Rodrigo Dourado
Uilson

GINÁSTICA ARTÍSTICA


Diego Hypolito
#PRATA
Solo - Masculino

Arthur Zanetti
#PRATA
Argolas - Masculino

Arthur Nory
#BRONZE
Solo - Masculino

JUDÔ


Rafaela Silva
#OURO
(-57kg) - Feminino

Mayra Aguiar
#BRONZE
(-78kg) - Feminino

Rafael Silva
#BRONZE
(-78kg) - Masculino

NATAÇÃO


Poliana Okimoto
#BRONZE
Maratona Aquática (10km) - Feminino

TAEKWONDO


 Maicon Siqueira
#BRONZE
(+80 kg) - Masculino

TIRO ESPORTIVO


Felipe Wu
#PRATA
Pistola de ar 10m - Masculino

VELA


Martine Grael e Kahena Kunze
#OURO
49er FX - Feminino

VÔLEI


Seleção Brasileira
#OURO
Vôlei - Masculino

Bruno Rezende
William
Maurício Souza
Evandro
Eder
Serginho
Douglas
Lucarelli
Wallace
Lipe
Lucão
Mauricio Borges

VÔLEI DE PRAIA


Alisson Cerutti e Bruno Schmidt
#OURO
Torneio Masculino

Agatha Bednarczuk e Barbara Freitas
#PRATA
Torneio Feminino



NARRAÇÃO NAS MEDALHAS As conquistas brasileiras narradas por profissionais da TV Globo. A primeira ficou por conta de Rembrant Junior (a prata de Felipe Wu). A última, Luis Roberto no ouro do vôlei masculino. Ele, por sinal, narrou duas conquistas brasileiras, as duas de ouro. Cléber Machado, Alex Escobar e Galvão Bueno narraram três conquistas cada.

"QUADRO DE MEDALHAS" NO MICROFONE A transmissão da Globo foi cheia de muitos elogios. Os profissionais fizeram uma grande cobertura. Destacamos também, na ESPN Brasil, Rômulo Mendonça que, com seu já conhecido estilo irreverente, esteve no comando do vôlei no canal. Na Globo, o "quadro de medalhas" ficou: Galvão Bueno 3 medalhas (2-Ou e 1-Pr); Cléber Machado 3 medalhas (1-Ou e 2-Pr); Alex Escobar 3 medalhas (3-Br); Luis Roberto 2 medalhas (2-Ou); Rogério Corrêa 2 medalhas (1-Ou e 1-Pr); Luís Ernesto Lacombe 2 medalhas (1-Ou e 1-Br); Rembrandt Junior 2 medalhas (1-Pr e 1-Br); e Glenda Kozlowski 2 medalhas (1-Pr e 1-Br).

ATÉ A PRÓXIMA Tóquio será a próxima sede dos Jogos Olímpicos. Os japoneses estarão na cerimônia de encerramento da Rio-2016 para o ritual de passagem das cidades. Ainda, em setembro, o Brasil sedia os Jogos Paralímpicos. Em 2018, PyeongChang, na Coreia do Sul, recebe os Jogos de Inverno.

#OALANBRADO NO PÓDIO  Encerramos nossa cobertura olímpica. Durante estes últimos 19 dias, os artigos foram responsáveis por um aumento no número de acessos ao site e um aumento no alcance de publicações nas redes sociais. Os artigos estão reunidos na página especial "Olimpíadas". Obrigado a todos pelo carinho, apoio e divulgação. ;)


"O meu clube, a minha família, os meus amigos e todo o país que torceu por mim estão juntos nesta medalha".

 Maicon Andrade, de 23 anos. O primeiro brasileiro a conquistar uma medalha no taekwondo. Para sustentar a família, já trabalhou como pedreiro e garçom em um bufê infantil. O agora medalhista olímpico de bronze pede ainda mais apoio da confederação.

Comentários

Posts mais acessados

Álbum de Figurinhas da Euro 2016 é lançado pela Panini

A poucos meses do início de mais um campeonato europeu de seleções, a Panini, em parceria com a UEFA, lança o álbum oficial da competição. A coleção traz todos os detalhes do torneio que será disputado na França e conta com todas as equipes participantes. São 680 figurinhas, distribuídas pelas 96 páginas, que contam história da competição, dos estádios e das 24 seleções participantes.

A Panini é a líder mundial de produtos colecionáveis. Criada na Itália, a editora chega a muitos países sendo a responsável, inclusive, pelas principais coleções esportivas, como Copa do Mundo e torneios FIFA, Olimpíadas, e campeonatos nacionais, como o Brasileirão, além das revistas oficiais de clubes. A Euro 2016 será a décima a ter álbum lançado pela Panini.



Em relação as últimas coleções, a de 2016 chega com algumas novidades. A primeira e mais evidente é a de número de participantes, que será disputada com 24 equipes (até a última edição, o número era 16). São dedicadas duas páginas inteiras para c…

Fruto da mercantilização dos Jogos, mascotes são destaques

Uma Olimpíada é marcada por muitos símbolos. Desde que os Jogos conquistaram grande visibilidade mundial, foram instituídos algumas características em cada edição para justamente haver uma identificação única de cada disputa.
Nas Olimpíadas, as mascotes são marcas registradas das edições. Adotada pela primeira vez em uma competição de Inverno (em Grenoble, na França, em 1968). Nos Jogos de Verão, o primeiro foi em 1972, nos Jogos de Munique. Em Copas do Mundo, o primeiro foi em 1966. na Inglaterra.
A mascote mais lembrada das Olimpíadas, sem dúvida alguma, é o ursinho Mischa, que representou os Jogos de 1980, nas disputas em Moscou. Na cerimônia de encerramento, a imagem formada pelo público nas arquibancadas derramou uma lágrima da mascote, emocionando a todos e sendo marcada para sempre.  
Para 2016, a mascote dos Jogos Olímpicos é Vinícius, que homenageia um dos grandes nomes brasileiros de todos os tempos, que é Vinícius de Moraes.  A mascote é inspirada na fauna brasileira. 


Há…

7 Livros sobre Futebol no Google Play (4 deles, de graça!)

A tecnologia como parte da nossa vida é uma realidade. Mudamos nossos hábitos e adquirimos novos costumes. O principal deles referente aos nossos hobbies, como, por exemplo, ler. Há quem ainda prefira (e me incluo entre eles) ter o livro físico e guardá-lo como um troféu na estante (tenho alguns bem legais aqui), mas é bem verdade que os ebooks são bem mais práticos e, em alguns casos, seus preços saem mais em conta.
As melhores frases do esporte — #OAlanbrado
Para quem ainda não conhece os livros digitais (ou não teve a oportunidade de encontrar algo legal para ler), #OAlanbrado reúne uma seleção de livros baratos — e alguns de graça — sobre futebol que são extremamente interessantes e que podem ser encontrados no Google Play. Claro, existem muitos outros livros (e em outras lojas virtuais), mas é bom para, pelo menos, começar a leitura por estes bons títulos.


A COPA COMO ELA É: A HISTÓRIA DE DEZ ANOS DE PREPARAÇÃO PARA A COPA DE 2014
Correspondente internacional, Jamil Chade é um do…