Pular para o conteúdo principal

Os passos do time campeão olímpico

Getty Images


Finalmente o Brasil tem uma medalha olímpica de ouro no futebol. A conquista foi sofrida, por toda a história que envolveu, e o seu desfecho teve o melhor cenário possível. Se acreditarmos em destino, não foi à toa tudo o que vivenciamos neste histórico 20 de agosto de 2016: no Maracanã e enfrentando o país que eliminou o Brasil na Copa 2014 por um resultado histórico; no final da Olimpíada brasileira; e na redenção dos grandes craques. 

A tão cobiçada conquista dourada veio de forma sofrida. E quem falou que seria fácil? E quem queria que fosse fácil? A vitória nos pênaltis sobre a Alemanha veio no chute do Neymar, na defesa do goleiro Weverton, na raça dos outros jogadores, na evolução do time no próprio torneio e no apoio das arquibancadas. 

Fazia muito tempo que os torcedores não apoiavam a seleção do começo ao fim. 

Fizemos as pazes. 

O que vem agora? Vem o futuro. Vem o amanhã. Este que não terá mais Olimpíada nem Copa do Mundo no Brasil (pelo menos não na nossa geração). No futuro que devemos sempre buscar o primeiro lugar. Que o segundo é simplesmente o "primeiro dos últimos". Que não admite derrotas. 

Precisamos melhorar. A Seleção olímpica é, obviamente, só para as Olimpíadas. Agora, tem a principal que busca vaga para a Copa 2018. Mas o momento é desses garotos, que merecem comemorar. Foram muito criticados e levavam um peso nas costas que não eram deles. Os escândalos da CBF e as eliminações da seleção principal.  Se perdessem, não era justo jogar tudo na conta deles. Ganharam. E esta vitória É, única e exclusivamente, deles. 

foto posada, poster, campeão, brasil, cbf, brasil campeão
Da esquerda para direita; em pé: Uilson, Luan Garcia, Rafinha, Renato Augusto,  Thiago Maia, Marquinhos, Rodrigo Caio, Walace, Gabriel Jesus e Weverton; agachados: Rodrigo Dourado, William, Neymar, Douglas Santos, Felipe Anderson, Luan , Gabriel e Zeca


Contra a Alemanha, neste sábado, não era "revanche" do 7 a 1, é bem verdade. Porém, o 'fantasma' disso deu um peso maior a partida para os brasileiros.

Temos que reconhecer o talento individual de alguns que estavam dentro de campo. E, principalmente, a cabeça no lugar e moderna de Rogério Micale. Tranquilo, ele soube moldar a equipe, sem precisar, em momento algum, ser arrogante ou indiferente às críticas.

Para os críticos, reconheçamos o talento de cada um. Para os ufanistas, é momento de comemorar. Já não falta mais nada na sala de troféus. Na administração, não podemos deixar de ficar de olho nas falcatruas dos cartolas. Aproveitar o momento olímpico, não só no futebol, mas investir no esporte nas escolas. O esporte é apaixonante e é uma ferramenta indispensável para formação de valores e de bons cidadãos.

Na cerimônia de encerramento, a chama olímpica será apagada. Já não mais importa. Somos pentacampeões mundiais. E campeões olímpicos. Obrigado Olimpíada. 

Torneio Olímpico - Futebol Masculino - Olimpíada Rio 2016


Equipes: 16
Período: 3 a 20 de agosto
Cidades sedes: 5 (foram 6 estádios utilizados: Maracanã e Engenhão, no Rio de Janeiro; Arena Corinthians, em São Paulo; Mineirão, em Belo Horizonte; Arena Fonte Nova, em Salvador; e Arena da Amazônia, em Manaus). 
Partidas: 32
Gol mais rápido: Neymar (Brasil), 14' segundos, contra Honduras, em 17 de agosto, no Maracanã. - RECORDE OLÍMPICO
Melhor ataque: Alemanha (22 gols marcados)
Maior goleada: Alemanha 10 x 0 Fiji  (10 de agosto)
Artilheiro: Serge Gnabry (Alemanha) - 06 gols
Curiosidade: Não houve nenhum cartão vermelho distribuído de forma direta. Houve quatro expulsões na competição (Argélia, Argentina, África do Sul e México), mas por segundo amarelo na partida.

Campanha do campeão:
Primeira fase (Grupo A)
Brasil 0 x 0 África do Sul
Brasil 0 x 0 Iraque
Dinamarca 0 x 4 Brasil
*classificado em primeiro no grupo

Quartas de final
Brasil 2 x 0 Colômbia

Semifinal
Brasil 6 x 0 Honduras

Final
Brasil 1 x 1 Alemanha (Brasil venceu por 5 a 4 após disputas por pênaltis.

Resultado Final

Ouro: Brasil
Prata: Alemanha
Bronze: Nigéria


 

TÁ ACABANDO Domingo é a festa de encerramento da Olimpíada de verão, na Rio-2016. O evento, que começou com certa desconfiança por parte dos estrangeiros e dos brasileiros, tem um final festejado por fãs de esporte. Em 7 de setembro, o Brasil sedia a Paralimpíada. Até o momento, o número de ingressos vendidos é baixo.

MEDALHA NO PEITO Além do futebol masculino, outras duas modalidades trouxeram medalhas para o Brasil no sábado. Pela manhã, prata na canoagem. Ao lado de Erlon de Souza, Isaquias Queiroz levou a terceira medalha da modalidade na Rio-2016 para o país. Isaquias, aliás, é o brasileiro que mais trouxe medalhas em uma mesma edição de Olimpíadas para o Brasil. À noite, Maicon Siqueira conquistou o bronze no taekwondo. Neste sábado, o Brasil chega a 18 medalhas.

SEMPRE ELE Galvão Bueno narrou a final do futebol na TV Globo. A transmissão da medalha na canoagem ficou por conta de Cléber Machado e no taekwondo, Rembrandt Júnior.

"Quando fomos criticados, falaram da gente e respondemos no futebol. Sempre vamos fazer isso. Eu estou muito feliz. É isso aí. Agora vão ter que me engolir."
Neymar, após conquista do ouro, em entrevista à Globo. O camisa 10 e capitão brasileiro recebeu fortes críticas durante a Olimpíada. A mais "dura" veio de Galvão Bueno, da TV Globo, que gerou forte repercussão nas redes sociais. 

Comentários

Posts mais acessados

Fruto da mercantilização dos Jogos, mascotes são destaques

Uma Olimpíada é marcada por muitos símbolos. Desde que os Jogos conquistaram grande visibilidade mundial, foram instituídos algumas características em cada edição para justamente haver uma identificação única de cada disputa.
Nas Olimpíadas, as mascotes são marcas registradas das edições. Adotada pela primeira vez em uma competição de Inverno (em Grenoble, na França, em 1968). Nos Jogos de Verão, o primeiro foi em 1972, nos Jogos de Munique. Em Copas do Mundo, o primeiro foi em 1966. na Inglaterra.
A mascote mais lembrada das Olimpíadas, sem dúvida alguma, é o ursinho Mischa, que representou os Jogos de 1980, nas disputas em Moscou. Na cerimônia de encerramento, a imagem formada pelo público nas arquibancadas derramou uma lágrima da mascote, emocionando a todos e sendo marcada para sempre.  
Para 2016, a mascote dos Jogos Olímpicos é Vinícius, que homenageia um dos grandes nomes brasileiros de todos os tempos, que é Vinícius de Moraes.  A mascote é inspirada na fauna brasileira. 


Há…

Álbum de Figurinhas da Euro 2016 é lançado pela Panini

A poucos meses do início de mais um campeonato europeu de seleções, a Panini, em parceria com a UEFA, lança o álbum oficial da competição. A coleção traz todos os detalhes do torneio que será disputado na França e conta com todas as equipes participantes. São 680 figurinhas, distribuídas pelas 96 páginas, que contam história da competição, dos estádios e das 24 seleções participantes.

A Panini é a líder mundial de produtos colecionáveis. Criada na Itália, a editora chega a muitos países sendo a responsável, inclusive, pelas principais coleções esportivas, como Copa do Mundo e torneios FIFA, Olimpíadas, e campeonatos nacionais, como o Brasileirão, além das revistas oficiais de clubes. A Euro 2016 será a décima a ter álbum lançado pela Panini.



Em relação as últimas coleções, a de 2016 chega com algumas novidades. A primeira e mais evidente é a de número de participantes, que será disputada com 24 equipes (até a última edição, o número era 16). São dedicadas duas páginas inteiras para c…

7 Livros sobre Futebol no Google Play (4 deles, de graça!)

A tecnologia como parte da nossa vida é uma realidade. Mudamos nossos hábitos e adquirimos novos costumes. O principal deles referente aos nossos hobbies, como, por exemplo, ler. Há quem ainda prefira (e me incluo entre eles) ter o livro físico e guardá-lo como um troféu na estante (tenho alguns bem legais aqui), mas é bem verdade que os ebooks são bem mais práticos e, em alguns casos, seus preços saem mais em conta.
As melhores frases do esporte — #OAlanbrado
Para quem ainda não conhece os livros digitais (ou não teve a oportunidade de encontrar algo legal para ler), #OAlanbrado reúne uma seleção de livros baratos — e alguns de graça — sobre futebol que são extremamente interessantes e que podem ser encontrados no Google Play. Claro, existem muitos outros livros (e em outras lojas virtuais), mas é bom para, pelo menos, começar a leitura por estes bons títulos.


A COPA COMO ELA É: A HISTÓRIA DE DEZ ANOS DE PREPARAÇÃO PARA A COPA DE 2014
Correspondente internacional, Jamil Chade é um do…