Segundo título brasileiro do São Paulo completa 30 anos | #OALANBRADO

Segundo título brasileiro do São Paulo completa 30 anos

O futebol brasileiro em épocas passadas não era o mais organizado; melhoramos bastante. O Campeonato Brasileiro de 1986 foi um dos muitos com regulamento confuso e problemas de organização. Em compensação, a final foi uma das partidas mais incríveis da história do nosso futebol. A disputa entre Guarani e São Paulo, no Brinco de Ouro da Princesa, realizada em fevereiro de 1987, coroou o Tricolor Paulista como bicampeão nacional.

De um lado, o São Paulo, de Careca, Müller e companhia, e, do outro, o Guarani, comandado pelo craque Evair. A final foi disputada em dois jogos. No primeiro, as equipes empataram em 1 a 1 no Morumbi, deixando a decisão para Campinas. O time bugrino saiu na frente do placar, com Evair, e o São Paulo empatou logo em seguida, com gol de Careca.

O atacante são-paulino, por sinal, foi um dos principais nomes daquele time. Careca brilhou na Seleção e foi artilheiro daquele campeonato, com 25 gols, um deles o do título deste torneio. Logo após a decisão, se transferiu para o Napoli, da Itália, onde fez dupla com o craque argentino Maradona.

Imagem disponível em Imortais do Futebol

Dia 25 de fevereiro de 1987, em Campinas. Guarani e São Paulo estavam em busca do seu segundo título nacional. O Guarani, que conquistou o título em 1978, disputava sua segunda final. Para o São Paulo, campeão em 1977, era a quarta decisão (o time paulistano ficou em segundo nos Brasileiros de 1971, 79 e 81). 

No tempo normal, a partida repetiu o placar do Morumbi. O Guarani novamente abriu o marcador da decisão; dessa vez com o gol contra logo no início de Nelsinho. Bernardo, de cabeça, empatou para o São Paulo. O jogo foi para a prorrogação.

Pita pôs o Tricolor Paulista na frente. Boiadeiro e João Paulo viraram para o Guarani. Com o 3 a 2 no placar e o jogo próximo ao fim, o  São Paulo via o título ficando cada vez mais longe. Porém, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação, um verdadeiro milagre consagrou o São Paulo como o Clube da Fé.

O goleiro Gilmar cobrou tiro de meta para Wagner,  que, no campo de defesa, chutou em direção ao campo de ataque. Pita desviou de cabeça na entrada da grande área. A bola sobrou na dividida para Careca que, mais rápido que a marcação, acertou um chutaço de primeira em direção ao gol, empatando em 3 a 3. O jogo foi para os pênaltis.

"Foi uma das finais mais agitadas que eu já participei. O Guarani era maravilhoso, mas o nosso time jogava em ritmo de música. […] Éramos uma equipe diferenciada".

Careca, em texto publicado no Lance! em 2008



O título do São Paulo veio na disputa das penalidades. O Guarani perdeu a primeira cobrança, com Gilmar defendendo. Logo em seguida, Careca também desperdiçou a batida. Do lado do Guarani, João Paulo foi o outro que perdeu. Tosin, Valdir Carioca e Evair marcaram. Os que acertaram pelo São Paulo foram Dario Pereyra, Fonseca, Rômulo e Wagner Basilio. O São Paulo era bicampeão nacional!




Agência Estado - Disponível em Especial Lance! São Paulo Tetra


Guarani 3 x 3 São Paulo (São Paulo campeão nos pênaltis - 3 x 4)

Copa Brasil 1986 - Decisão

Data: 25 de fevereiro de 1987
Estádio: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Público pagante: 37.370 pessoas
Renda: Cz$ 4.222.000,00
Árbitro: José de Assis de Aragão (SP)

Guarani: Sérgio Neri, Marco Antônio, Valdir Carioca, Ricardo Rocha e Zé Mário; Tosin, Tite [Vágner] e Boiadeiro; Catatau [Chiquinho Carioca], Evair e João Paulo. Técnico: Carlos Gainete.

São Paulo: Gilmar, Fonseca, Wagner Basilio, Dario Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas [Manu] e Pita; Müller, Careca e Sidney [Rômulo]. Técnico: Pepe.

Gols: Tempo Regulamentar: Nelsinho - contra (GRN; 1 - 0); Bernardo (SPO; 1 - 1). ET: Pita (SPO; 1 - 2); Boiadeiro (GRN; 2 - 2); João Paulo (GRN; 3 - 2); Careca (SPO; 3 - 3).

Pênaltis: Guarani: Tosin, Valdir Carioca e Evair. São Paulo: Dario Pereyra, Fonseca, Rômulo e Wagner Basilio.

Campanha do São Paulo:

Primeira Fase - GRUPO A
30.08.1986 - Coritiba 0x1 São Paulo
02.09.1986 - Sobradinho 1x1 São Paulo
07.09.1986 - São Paulo 1x1 Bangu
14.09.1986 - São Paulo 4x0 Ceará
21.09.1986 - São Paulo 0x0 Internacional
24.09.1986 - São Paulo 4x0 Sampaio Corrêa
27.09.1986 - Fluminense 2x3 São Paulo
30.09.1986 - Operário 1x2 São Paulo
02.10.1986 - Remo 0x2 São Paulo
05.10.1986 - São Paulo 3x2 Sport

Segunda Fase - Grupo I
12.10.1986 - Ponte Preta 0x2 São Paulo
19.10.1986 - São Paulo 2x0 Santos
22.10.1986 - São Paulo 2x0 Bangu
26.10.1986 - São Paulo 1x1 América-RJ
02.11.1986 - Palmeiras 0x0 São Paulo
09.11.1986 - Joinville 0x0 São Paulo
12.11.1986 - Treze 1x0 São Paulo
20.11.1986 - São Paulo 5x0 Botafogo
23.11.1986 - Santos 0x0 São Paulo
29.11.1986 - América-RJ 0x0 São Paulo
03.12.1986 - São Paulo 4x1 Treze
07.12.1986 - Botafogo 0x0 São Paulo
10.12.1986 - São Paulo 6x1 Ponte Preta
14.12.1986 - São Paulo 2x2 Palmeiras
24.01.1987 - São Paulo 5x0 Joinville
28.01.1987 - Bangu 1x0 São Paulo

Oitavas de Final
01.02.1987 - Inter de Limeira 2x1 São Paulo
04.02.1987 - São Paulo 3x0 Inter de Limeira

Quartas-de-final
08.02.1987 - Fluminense 1x0 São Paulo
11.02.1987 - São Paulo 2x0 Fluminense

Semifinal
15.02.1987 - São Paulo 1x0 América-RJ
18.02.1987 - América-RJ 1x1 São Paulo

Final
22.02.1987 - São Paulo 1x1 Guarani
25.02.1987 - Guarani 1x1 São Paulo (3-4. São Paulo venceu após disputas de pênaltis).

O São Paulo voltaria a ser campeão nacional em 1991. Em 2006, 2007 e 2008 o clube chegou ao sexto título brasileiro e o primeiro e único tricampeão seguido.

Leia Também


0 comentários:

Postar um comentário