Pular para o conteúdo principal

Equipe

Alan Alexandrino

Criei meu primeiro blog em outubro de 2009. Na época, de forma totalmente amadora, o meu blog pessoal estreava com uma postagem sobre os resultados do Campeonato Brasileiro daquele ano. O Flamengo viria a ser campeão. Hospedado no Blogger, tive meus primeiros experimentos com códigos, SEO, anúncios, o mundo da blogosfera e redes sociais. Sempre gostei muito de mídia e de esportes em geral, principalmente de Futebol.

A história da internet no Brasil, apesar de ser jovem, já passou por grandes mudanças e fases. Posso dizer que vivenciei uma delas. Na época, os blogs ainda eram maioria e os blogueiros faziam grande sucesso antes do surgimento dos YouTubers. Assim como os videomakers, os Blogs se profissionalizaram e hoje já é possível ver - por parte dos que resistem ou mesmo dos posts no Medium - conteúdo de extrema qualidade.

Em 2010 fui chamado para participar do site Mundo do Futebol. Um projeto muito bacana, com foco no torcedor. Em 2012, alcançamos um milhão de páginas visitadas. Número grande para coroar um grande trabalho. Cheguei a fazer mais de mil publicações e com muitos elogios e comentários dos visitantes, coisas que me orgulho bastante. Em 2013, encarei um novo projeto (o Times de Futebol) que tinha como objetivo contar a história dos clubes. Eram artigos completos sobre esses times (nacionais e internacionais). Infelizmente, eu estava estudando para as provas escolares e queria entrar numa faculdade. Não consegui dar continuidade. Após isso, fiz mais alguns projetos pessoais pontuais.

Em meio a blogs esportivos, criei um blog sobre uma série em 2011. Este blog, mesmo eu não ter dado grande atenção quanto a conteúdo e tudo mais, alcançou um número de visitas muito bacana e chegou aos 4 mil "curtis" no Facebook em pouco tempo. O engajamento do pessoal - ainda hoje - é incrível.

Minha vida fora da internet também tem coisas que são interessantes contar. Sempre quis fazer faculdade. Hoje, sou estudante de jornalismo. Trabalho em uma agência de Marketing Digital.Gosto muito de coleções. Tenho jornais antigos sobre coisas importantes (a maioria do diário Lance!), pôsteres de times campeões, revistas e, claro, álbuns de figurinhas. Já visitei a sede do Google Brasil e sou certificado em publicidade online. Conto muitas piadas, mas me acho chato justamente por ser, o que chamam, "coxinha" (o certinho, etc). Por isso, nas descrições dos meus perfis nas redes sociais, me descrevo como um "coxinha em meio a muitos pastéis".

Já fui em estádios de futebol algumas vezes. Não consigo ir direto, mas sei que a sensação da emoção e estar junto com a torcida é algo indescritível e incrível.

Gosto muito de esporte e tentarei ao máximo fazer algo que eu gostaria de ver na internet. Mais do mesmo não é legal. Estamos juntos fazendo algo bacana e com o apoio de todos. Seja bem-vindo! :)



Links





Sobre

Estudante de Jornalismo
Estagiário na agência Mango Digital (2015-2017)
Assistente de Mídia na CRP Mango (desde 2017)
Blogs: Blog do Alan, Esportes & Games, ManualNed, Mundo do Futebol, Times de Futebol, #OAlanbrado e Foca em Formação
Especialização em SEO e Mídias Digitais

Posts mais acessados

Fruto da mercantilização dos Jogos, mascotes são destaques

Uma Olimpíada é marcada por muitos símbolos. Desde que os Jogos conquistaram grande visibilidade mundial, foram instituídos algumas características em cada edição para justamente haver uma identificação única de cada disputa.
Nas Olimpíadas, as mascotes são marcas registradas das edições. Adotada pela primeira vez em uma competição de Inverno (em Grenoble, na França, em 1968). Nos Jogos de Verão, o primeiro foi em 1972, nos Jogos de Munique. Em Copas do Mundo, o primeiro foi em 1966. na Inglaterra.
A mascote mais lembrada das Olimpíadas, sem dúvida alguma, é o ursinho Mischa, que representou os Jogos de 1980, nas disputas em Moscou. Na cerimônia de encerramento, a imagem formada pelo público nas arquibancadas derramou uma lágrima da mascote, emocionando a todos e sendo marcada para sempre.  
Para 2016, a mascote dos Jogos Olímpicos é Vinícius, que homenageia um dos grandes nomes brasileiros de todos os tempos, que é Vinícius de Moraes.  A mascote é inspirada na fauna brasileira. 


Há…

7 Livros sobre Futebol no Google Play (4 deles, de graça!)

A tecnologia como parte da nossa vida é uma realidade. Mudamos nossos hábitos e adquirimos novos costumes. O principal deles referente aos nossos hobbies, como, por exemplo, ler. Há quem ainda prefira (e me incluo entre eles) ter o livro físico e guardá-lo como um troféu na estante (tenho alguns bem legais aqui), mas é bem verdade que os ebooks são bem mais práticos e, em alguns casos, seus preços saem mais em conta.
As melhores frases do esporte — #OAlanbrado
Para quem ainda não conhece os livros digitais (ou não teve a oportunidade de encontrar algo legal para ler), #OAlanbrado reúne uma seleção de livros baratos — e alguns de graça — sobre futebol que são extremamente interessantes e que podem ser encontrados no Google Play. Claro, existem muitos outros livros (e em outras lojas virtuais), mas é bom para, pelo menos, começar a leitura por estes bons títulos.


A COPA COMO ELA É: A HISTÓRIA DE DEZ ANOS DE PREPARAÇÃO PARA A COPA DE 2014
Correspondente internacional, Jamil Chade é um do…

Álbum de Figurinhas da Euro 2016 é lançado pela Panini

A poucos meses do início de mais um campeonato europeu de seleções, a Panini, em parceria com a UEFA, lança o álbum oficial da competição. A coleção traz todos os detalhes do torneio que será disputado na França e conta com todas as equipes participantes. São 680 figurinhas, distribuídas pelas 96 páginas, que contam história da competição, dos estádios e das 24 seleções participantes.

A Panini é a líder mundial de produtos colecionáveis. Criada na Itália, a editora chega a muitos países sendo a responsável, inclusive, pelas principais coleções esportivas, como Copa do Mundo e torneios FIFA, Olimpíadas, e campeonatos nacionais, como o Brasileirão, além das revistas oficiais de clubes. A Euro 2016 será a décima a ter álbum lançado pela Panini.



Em relação as últimas coleções, a de 2016 chega com algumas novidades. A primeira e mais evidente é a de número de participantes, que será disputada com 24 equipes (até a última edição, o número era 16). São dedicadas duas páginas inteiras para c…